Mais um cristão é morto no Egito

| 14/03/2017 - 00:00


14-egito-tony-e-youssef
Youssef Lamei (direita) com seu filho, Tony, em abril de 2015.

Adel Soliman, de 48 anos, confessou ter assassinado Youssef Lamei e ainda declarou que mataria qualquer pessoa que vendesse álcool em estabelecimentos comerciais. Sabe-se que o islã assume uma posição inflexível em relação às bebidas alcoólicas e que proíbe seu consumo em quantidades grandes ou pequenas. Os muçulmanos alegam que as advertências contidas no alcorão devem ser seguidas à risca. A questão é que a lei islâmica defendida como tolerante, por eles, tem sido colocada em ação de forma violenta, não somente pelas autoridades, mas pelos muçulmanos radicais que não poupam a vida de ninguém, principalmente quando se trata de um cristão.

As câmeras de segurança mostram que Lamei estava sentado do lado de fora de sua loja, quando o agressor aproximou-se lentamente por trás e o matou com uma faca. Soliman foi preso no dia seguinte. Os dois filhos de Lamei, Tony e Peter, estavam dentro da loja na hora do ataque. Tony afirma ter ouvido o assassino gritar “Kafirs” (Infiéis). Ele acredita que seu pai foi alvo do extremista por ser cristão. O filho também explicou que muitos outros comércios na região de Alexandria vendem bebidas alcoólicas.

“Há inclusive uma loja bem próxima daqui que vende álcool e que pertence a um muçulmano. Por que o assassino mataria somente o meu pai?”, questiona o filho que descreve o pai como um homem amável, querido por todos e que nunca teve inimigos. Além disso, eles administram a loja há quase 40 anos e nunca tiveram problemas. Antes do incidente, porém, Lamei havia sido ameaçado por dois muçulmanos conservadores. O advogado da família acredita que o crime foi cometido por um assassino profissional, pois o ato aconteceu em menos de 1 minuto. “O criminoso sabia exatamente o que estava fazendo”, conclui o advogado.  

Leia também
“Nação da cruz” continua sendo atacada
“Vamos eliminar todos os cristãos do Egito”


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE