Morte de pastor espalha clima de insegurança em Mombaça

| 14/01/2015 - 00:00


14_Kenya_2014_0270100107.jpg
Fontes afirmam que homens armados abriram fogo contra o complexo cristão Revival Ministries, no domingo (11), em uma ação que provocou a fuga imediata das famílias, temendo por sua sobrevivência.

Policiais alegam que a morte do pastor assistente, George Karidhimba Muriki, é um incidente isolado.
Nenhum grupo assumiu a responsabilidade do ataque ainda, porém, no passado recente, outras igrejas em Majengo sofreram ofensivas de militantes islâmicos – incluindo duas semanas após o incidente no shopping Westgate (na época, um colaborador da Portas Abertas no Quênia comentou sobre o ataque; leia aqui).

Especialistas discordam dos oficiais e dizem que este último incidente em Majengo parece fazer parte de um padrão contínuo.

Aumento da perseguição aos cristãos
Ao longo de 2014, a violência causada por grupos islâmicos radicais contra os cristãos, principalmente em Nairóbi, resultaram no aumento significativo da perseguição: de 43º país mais opressor aos cristãos, o Quênia passou a ser o 19º. Saiba mais.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE