Na prisão, pastor Farshid Fathi é processado

| 17/03/2015 - 00:00


13_Iran_0260100005

No Irã, convertidos ao cristianismo regularmente enfrentam a prisão, uma vez que o regime iraniano rotula a profissão da fé cristã uma ameaça à segurança nacional.

O clero responsável pela ala de número 10 da prisão Rajaei Shahr solicitou a apreensão de livros cristãos. Na sequência da recusa por parte dos prisioneiros, Shahr processou o pastor Fathi.

De acordo com o relato de ativistas da agência de notícias de direitos humanos HRANA, o pedido aconteceu no dia 5 de março.

Um dos presos disse ao repórter da HRANA que ""o clero da ala número 10, representado pelo nome de Mortazavi, emitiu uma ordem de apreensão de livros cristãos sem motivo. Cristãos desta ala, que obtiveram seus livros através dos canais oficiais, se recusaram a entregá-los"".

O preso continuou: ""O clero emitiu um relatório acusando e insultando Farshid Fathi. Isso pode resultar em mais dois anos de prisão para ele"".

É importante mencionar que ""os clérigos são nomeados por causa dos assuntos culturais da prisão e não têm direitos para investigar, pesquisar ou punir os prisioneiros"".

Leia também
No Irã, mais de 20 pessoas foram presas durante o Natal


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE