Coreano morto no Iraque era missionário

| 01/07/2004 - 00:00


Segundo notícia no site da Editora Ultimato, o coreano Kim Sun-il, de 33 anos, sacrificado no dia 21 de junho, no Iraque, por militantes islâmicos, era missionário evangélico biocupacional (ou fazedor de tenda, por causa da dupla atividade de Paulo em Corinto). Kim era bacharel em inglês, teologia, missiologia e árabe. Por ser de família pobre, estudou por conta própria, com o propósito de ser missionário no Oriente Médio. O rapaz pretendia visitar o pai na Coréia agora em junho, quando completa seu 70º aniversário.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE