Cristão que foi espancado entra em contato com outros cristãos

| 22/08/2004 - 00:00


Nove meses depois de ter sido espancado por pessoas que se opunham a sua conversão ao cristianismo até entrar em coma, , o cristão turco Yakup Cindilli conseguiu, pela primeira vez, fazer um contato pessoal com cristãos protestantes conhecidos.

Sem contar para sua família, Yakup saiu de casa em julho e fez uma viagem de ônibus, de três horas, onde tentou entrar em contato com alguns de seus amigos cristãos. Mas, na maioria dos casos, ele admitiu mais tarde em uma conversa telefônica com um deles, Yakup foi incapaz de lembrar a localização exata de casas e escritórios que ele freqüentara há um ano atrás, quando morou em Istambul por alguns meses.

No entanto, Yakup conseguiu encontrar e ligar para vários conhecidos, antes de pegar o ônibus de volta a Bursa. Um cristão de Istambul, que falou com ele, disse a Compass que sua fala era, às vezes, hesitante e nem sempre clara ao telefone. "Ele não voltou a si completamente", o cristão disse, "e eu acho que precisa de tratamento psicológico".

Yakup sofreu um sério espancamento e ferimentos na cabeça em outubro passado, em um ataque dirigido pelo chefe local do Partido do Movimento Nacionalista (MHP) em Orhangazi, naTurquia. Três dos atacantes, presos por assalto e agressão, acusaram o cristão turco de distribuir Novos Testamentos e fazer "propaganda missionária" em sua cidade natal.

Depois de meses em coma em uma UTI, Yakup recuperou a consciência e foi mandado para casa, em dezembro passado. Seus agressores foram todos soltos e as audiências do caso foram adiadas para o mês de junhodo ano que vem.

Enquanto isso, sua família em Orhangazi ficou alarmada quando ele desapareceu, mês passado, e telefonaram ao pastor da Igreja Protestante de Bursa, onde Yakup havia congregado antes, para perguntarem: "Yakup está com você?".

O pastor Ismail Kulakcioglu assegurou à família que ele não havia visto Yakup desde a última audiência, em março. Mas o pastor prometeu informá-los imediatamente se ele entrasse em contato.

Na tarde seguinte, Yakup entrou em uma livraria cristã em Bursa, onde conversou e orou com o pastor Ismail e outros três cristãos, por meia hora. Então, fiel a sua promessa à família de Yakup, o pastor levou-o de volta para a sua casa em Orhangazi.

Apesar de os amigos de Yakup notarem que ele falava racionalmente, ele não conseguiu pronunciar as palavras claramente, refletindo os prolongados efeitos de seus dois meses de coma. Ele também engordou consideravelmente nos últimos quatro meses, algo que ele diz ser causado pelas medicações que está tomando agora.

Sobre o nível emocional, outro disse: "Os modos de Yakup não eram exatamente como os de uma criança, eram mais como os de um jovem adolescente."

"Depois de meses de recuperação em casa, quase como um inválido, ele estava claramente maravilhado em estar viajando sozinho", outro amigo observou.

"Ele mostrou que não tinha total movimento do braço direito", comentou um de seus amigos, que disse que ele só conseguia erguer o braço um pouco acima de sua cabeça. "Mas ele podia andar normalmente e parecia estar em bom estado de espírito".

"Quando Yakup orou conosco," lembrou um dos homens da livraria, "ele agradeceu a Deus por estar vivo, e pediu que Deus restabelecesse sua saúde. Sua fé parece ter permanecido intacta, mesmo depois de tudo que aconteceu".

Yakup pediu uma Bíblia e outros materiais cristãos, e nas duas últimas semanas ele fez ligações e visitas a Bursa.

Agora com 33 anos, Yakup tornou-se um cristão há dois anos, depois de entrar em contato com uma rede de oração dirigida por cristãos protestantes locais. Sua família muçulmana, religiosamente conservadora, opôs-se fortemente à conversão dele, destruindo todos os seus livros e materiais cristãos e evitou que ele tivesse contato com cristãos locais depois de ter sido machucado.

Apesar da família ter feito um boletim de ocorrência contra os agressores de Yakup, eles não puderam contratar um advogado ou providenciar melhores cuidados médicos para ele. Entretanto, eles recusaram todas as ofertas da Igreja Protestante de Bursa para pagar custos legais e o tratamento físico e psicológico necessitado por Yakup.

Em junho, cristãos de Bursa souberam que a mãe de Yakup foi ferida em um acidente de caro e hospitalizada. De acordo com o reportado, a família disse que Yakup, estava com a sua mãe quando o acidente aconteceu: "Porque você se tornou um cristão é que outra desgraça veio sobre nossa família", disseram seus familiares.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE