Missionários seqüestrados e ameaçados de morte

| 05/10/2004 - 00:00


No dia 09 de setembro, um grupo anti-cristão do estado indiano de Bihar capturou, espancou e ameaçou de morte missionários nacionais da missão Evangelho Para a Ásia (EPA). Entre eles estava o pastor Manrathan, sua esposa e a irmã Sarita.

Este grupo anti-cristão é o mesmo que queimou vivo o missionário Graham Staines e seus dois filhos em Orissa, alguns anos atrás. Nos últimos anos, alguns missionários nacionais da missão EPA servindo na Índia foram brutalmente assassinados por compartilharem sua fé.

A vila do pastor Manrathan é um local muito perigoso para obreiros cristãos. No entanto, Deus tem abençoado sua coragem e ministério. Eles recentemente implantaram uma igreja nesta área remota do norte da Índia. Há algumas semanas atrás, o pastor Manrathan conduzia um culto onde novos convertidos declararam publicamente sua fé em Cristo. Foi um momento muito importante para a congregação. Um novo convertido, pertencente a uma tribo local, renunciou sua antiga fé publicamente, deixando tudo pelo Senhor.

Este acontecimento foi levado ao conhecimento de toda a vila por seus vizinhos que não aceitaram sua conversão. Rapidamente, esta notícia se espalhou pela seis vilas vizinhas. Logo uma multidão de aproximadamente quatrocentas pessoas destas seis vilas se dirigiu a pequena congregação dos novos convertidos confrontando-os e perguntando porque estavam mudando de religião. Após acusarem o pastor Manrathan de enganar e forçar as pessoas e se tornarem cristãs, a multidão começou a bater em todos. O pastor Manrathan, sua esposa e a irmã Sarita foram levados e amarrados a uma árvore sagrada onde seriam queimados se um resgate de 25.000 rúpias (quantia exorbitante) não fosse pago em 48horas. Ninguém podia sair da vila, para não ouvirem os gritos durante o espancamento.

No dia seguinte, aconteceu uma mudança milagrosa dos acontecimentos. Os três missionários foram libertados. Enquanto o povo de Deus orava ao redor do mundo por esta grave situação, dezessete pastores da missão Evangelho para Ásia se juntaram e foram se encontrar com os líderes do grupo anti-cristão que mantinha os missionários presos. Os pastores apelaram a cada membro do grupo individualmente e a todo o grupo, confiando que Deus iria intervir em seu favor.

Inicialmente, os pastores foram recebidos com ódio e ameaças, mas milagrosamente as tensões desapareceram. Depois de alguns avisos, o grupo deixou os missionários irem embora. Foi quase uma repetição do incidente de Atos 4, quando os pastores viram diante de seus olhos como o Senhor sobrenaturalmente mudou o coração dos inimigos.

Depois de enfrentar tamanha perseguição, o pastor Manrathan declarou "Agora eu acredito mais do que nunca que o Senhor está comigo em todos os momentos. Deus me salvou da morte e Ele sempre me protegerá". Esta região da Índia é muito carente do Evangelho, o que faz com que o pastor Manrathan diga "Eu nunca abandonarei meu ministério. Quando a situação se acalmar na vila, voltarei para trabalhar no mesmo lugar".

Após este final milagros, os missionários agradecem àqueles que oraram por eles "Nós gostaríamos de dizer para todos que oraram por nós que por causa de suas orações, nós fomos libertados. Gostaríamos de agradecer a todos do fundo do nosso coração".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE