Alta tensão entre muçulmanos e cristãos no Egito

| 07/12/2004 - 00:00


O governo do Egito e a Igreja Copta tentavam ontem, segunda-feira, conter a tensão registrada entre a maioria muçulmana e a minoria cristã, alguns de cujos membros acusam funcionários públicos de tentar converter sua comunidade ao Islã.

Segundo a imprensa local, Osama El Baz, o principal assessor político do presidente Hosni Mubarak, entrou em contato com o papa da Igreja Copta, Shenuda III, para apaziguar os ânimos depois que o foco de tensão, que surgiu há duas semanas em Asiut, se transferiu nas últimas horas ao Cairo.

Leia mais no UOL


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE