Professores dizem aos alunos que orar “causa morte”

| 28/05/2005 - 00:00


Professores de Astana, ao norte da capital, estão pressionando as crianças para que não compareçam às reuniões de oração protestantes, dizendo aos alunos que a oração "pode causar até mesmo a morte", conforme apurou Fórum 18.

As crianças que freqüentam reuniões de oração ficam na escola depois das aulas para "palestras educativas" nas quais os professores ensinam que elas se tornarão "zumbis e homens-bombas".

Os pais recebem ordem dos professores de não levar os filhos às reuniões de oração. O chefe regional do Departamento de Educação confirmou ao Fórum 18 que determinou um "trabalho educacional" com as crianças que freqüentam reuniões de oração, e também que o Ministério da Educação mandou oficiais para "todas as reuniões" para impedir as crianças de irem à igreja.

Os fiéis do Cazaquistão relacionam essas crescentes ações do Ministério da Educação com o atual movimento parlamentar de restringir a liberdade religiosa para todas as crenças.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE