Conferência turca pesquisa atividade missionária

| 21/06/2005 - 00:00


Após meses de muita exposição na mídia das atividades missionárias na Turquia, a diretoria de Assuntos Religiosos do governo coordenou um simpósio em conjunto com a universidade local para apresentar pesquisas acadêmicas sobre este assunto controverso.

Intitulado "Atividade Missionária no Mundo Turco," o seminário, nos dias 15 a 17 de março, foi realizado na Universidade 18 de Março de Canakkale e atraiu muitos professores, acadêmicos e pesquisadores locais.
 
As apresentações na conferência incluíram relatórios sobre atividades missionárias cristãs na Turquia assim como entre turcos no Quirquistão, Bulgária, França e Alemanha.
 
Depois de ver um anúncio do seminário em uma página da internet, dois cristãos turcos da Igreja Yeni Dogus (Novo Nascimento) em Izmir decidiram comparecer ao seminário. Como um deles tinha barba, foi erradamente registrado como um hoca (professor islâmico), e o pessoal da conferência foi muito atencioso, até mesmo mostrando como recarregar seu computador.
 
"Ele não foi reconhecido até que a mulher que apresentou seu relatório sobre a igreja em Izmir chegasse para fazer sua apresentação," disse uma fonte. Apesar dos dois membros da igreja terem tido permissão para continuar no seminário, eles foram proibidos de continuar gravando as sessões.
 
De acordo com um dos visitantes de Izmir, a acadêmica Melek Calisir esteve em sua igreja alguns meses antes, dizendo ser uma estudante universitária se preparando para uma aula. Ela fez sua pesquisa na igreja, visitou o Café junto à igreja e falou com as pessoas.

"Poucas igrejas como a nossa e a Igreja Presbiteriana de Istambul foram apresentadas diretamente, porque nós recebemos as pessoas que chegam para fazer pesquisas," disse o participante. "Mas outros relatórios foram menos positivos."
 
Ele disse que aproximadamente 40 professores e acadêmicos apresentaram trabalhos no simpósio, identificando as pessoas envolvidas em atividades missionárias, especialmente aquelas realizadas no leste da Turquia.

Ficou claro que os organizadores da conferência vêem as atividades missionárias, pelos menos em parte, como um assunto de segurança, com muitos professores da academia de polícia fazendo apresentações. Os títulos de suas palestras incluíam "Atividade Missionária do Ponto de Vista das Decisões da Corte Européia de Direitos Humanos", "Efeito da Implantação das Reformas da União Européia sobre as Atividades Religiosas e Culturais" e "A Situação Geral da Atividade Missionária na Turquia: Métodos e Aplicações Estratégicos e Táticos."

Nada foi publicado na imprensa turca sobre o Simpósio de Canakkale. "Aparentemente, o objetivo foi não abrir o evento ao público, mas apenas ao círculo acadêmico," disse um dos visitantes da Igreja Yeni Dogus, apesar de ter sido anunciado que um livro e as transcrições das sessões estariam disponíveis posteriormente através da universidade.

Quando uma discussão começou após o relatório sobre os cristãos ortodoxos sírios na Turquia, o visitante lembrou que o moderador declarou, "Se eles são cidadãos tão bons, e não traíram o estado de nenhuma forma, por que eles não se tornam muçulmanos?"


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE