Cristãos assírios deixam o Iraque

| 24/07/2005 - 00:00


Representantes da comunidade minoritária cristã assíria estão declarando que o seu número no país está diminuindo intensa e rapidamente, já que muitos fogem a estados da fronteira para escaparem da perseguição.

Em um relatório demonstrativo divulgado recentemente, o presidente da Coalizão da Liberdade Religiosa para a Perseguição dos Cristãos Iraquianos, William Murray, disse que entre 60.000 a 80.000 cristãos caldo-assírios fugiram do Iraque desde a queda de Bagdá em 2003.

As mulheres cristãs são abusadas, têm ácido atirado em seu rosto, são seqüestradas e estupradas", afirmou William Murray. "Elas procuram alguma segurança por trás do hajib muçulmano. Muitos islâmicos acusam incorretamente os cristãos iraquianos de serem agentes do exército americano ou outros elementos do chamado Ocidente Cristão". O relatório prosseguiu acusando terroristas muçulmanos de seqüestrarem crianças cristãs e de explodir igrejas e negócios cristãos.

Os caldo-assírios falantes do aramaico afirmam ser uma das primeiras comunidades cristãs do mundo, datando do tempo dos apóstolos. A única estimativa do Departamento de Estado Americano sobre o recente êxodo do grupo do Iraque foi publicada em janeiro. O relatório anual de direitos humanos do departamento declarou que pelo menos 30.000 fugiram do Iraque para a Síria desde março de 2004. Os representantes caldo-assírios dizem que ainda permanece 1 milhão no Iraque.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco