Terroristas preparavam ataques contra igrejas no Natal

| 14/11/2005 - 00:00


De acordo com fontes policiais, Azahari bin Husin e seu grupo terrorista preparava uma série de bombardeios contra as igrejas da cidade de Malang para as festividades de Natal. A polícia ainda tenta determinar porque Azahari havia alugado uma casa de campo em Batu, um ponto turístico montanhoso próximo da cidade de Malang (Java Ocidental). Fontes da inteligência acreditam que seu "alvo era uma grande igreja em Malang". Cerca de 30 explosivos caseiros foram encontrados no esconderijo usado pelo grupo ligado à Jemaah Islamiyah. A morte do terrorista Azahari é confirmada.

No dia 9, Azahari supostamente explodiu a si mesmo para evitar a sua captura pelo esquadrão especial da polícia anti-terrorista, depois de duas horas de operação em Batu. Dia 10 de novembro, fontes policiais confirmaram que restos mortais examinados pertenciam ao terrorista procurado.

Malang é uma área turística a 80 km ao sul de Surabaya, capital da província de Java Ocidental. A região abriga muitas ordens religiosas católicas, como os verbitas e os carmelitas, bem como um grande seminário que recebe centenas de alunos de diferentes ordens para estudar filosofia e teologia.

Além das católicas, há diversas instituições protestantes.

Os investigadores acreditam que Azahari planejava uma série de explosões na noite de Natal e durante a temporada de festas. Algo similar já ocorreu no natal de 2000, quando bombas explodiram em cinco igrejas de Jacarta e em outras cidades indonésias.

Igrejas protestantes em Sulawesi foram alvo de ataques durante os últimos anos. Os cristãos em Java Ocidental são, da mesma forma, vítimas da violência extremista.

Na casa de campo que se tornou o esconderijo dos terroristas, a polícia encontrou explosivos e várias pistolas semi-automáticas com silenciador.

O chefe geral de polícia Sutanto disse de novo que ele tinha certeza de que Azahari estava morto. A cabeça do terrorista estava "intacta" e reconhecível. Suas digitais também coincidiram com as enviadas pela polícia malaia.

Nascido na Malásia, Azahari era uma peça-chave no Jemaah Islamiyah, um grupo terrorista ligado a al-Qaeda. Esse grupo é tido como responsável por cinco ataques terroristas na Indonésia, incluindo os ataque em outubro de 2002 e outubro de 2005 em Bali.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco