China ordena novo bispo sem autorização do Vaticano

Portas Abertas • 3 mai 2006


A Igreja católica controlada pelo governo da China ordenou nesta quarta-feira outro bispo sem a aprovação do Vaticano, o segundo em três dias.
A cerimônia de ordenamento de Liu Xinhong durou 90 minutos e aconteceu na província de Anhui. A Igreja chinesa não reconhece o direito do Vaticano de apontar bispos.

O Vaticano havia pedido o adiamento da cerimônia para avaliar o candidato, mas a China recusou, dizendo que este seria um assunto interno do país.

A Igreja chinesa disse que seus críticos seriam politicamente motivados.

Taiwan

O chefe da Igreja Católica Romana de Hong Kong, Joseph Zen, é um dos maiores envolvidos no esforço de aproximar a igreja chinesa do Vaticano.

Ele classificou a decisão chinesa de "muito desleal".

Ao apontar seus próprios bispos ilegalmente (a Igreja chinesa) tentou impor sua própria escolha ao Vaticano, disse ele.

Isso mostra falta de consideração para com o espírito de negociação e prejudica a confiança mútua, disse ele.

Dados oficiais dizem que a Igreja controlada pelo Estado tem 4 milhões de fiéis no país.

O Vaticano diz que cerca de 10 milhões de chineses são seguidores da Igreja Católica Romana.

A China afirma desejar a melhora de suas relações com o Vaticano, mas insiste que primeiro este teria que cortar relações com Taiwan.

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2023 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco