Cristãos detidos e crianças pressionadas a deixar o cristianismo

| 08/05/2006 - 00:00


Segundo a agência de notícias Forum 18, no dia 30 de abril, membros da igreja do Evangelho Pleno Emanuel foram detidos. Cerca de 50 policiais invadiram as comemorações de Páscoa da igreja, realizada num hotel em Nukus, capital da República Autônoma do Karakalpaquistão.

As autoridades estão tentando confiscar o terreno da igreja. Nurula Jamolov, líder de Assuntos Religiosos, disse não ter ciência de nenhum problema. Mas mesmo assim, ele defendeu os ataques contra a igreja Emanuel. "De acordo com a lei uzbeque, uma comunidade religiosa não-registrada não pode trabalhar. Portanto a polícia tem simplesmente que impedir os membros da igreja de realizarem reuniões ilegais".

Na falta de seu próprio templo, a congregação da igreja Emanuel decidiu se reunir no Hotel Khoja, que pertence a um membro da igreja. As celebrações da Páscoa reuniram 160 pessoas e seus filhos. Durante a invasão, a polícia ordenou que todos os presentes escrevessem declarações, enquanto ameaçava e assustava as crianças que estavam lá. A polícia levou à força oito das pessoas para a delegacia, entre elas o pastor da igreja, Nazim Nebiev. As oito foram soltas depois de algumas horas, mas a polícia confiscou o passaporte de Nazim.

"Tudo o que a igreja estava fazendo era celebrar a Páscoa, uma festa reconhecida no mundo todo, inclusive no Uzbequistão", um protestante contou ao Forum 18.

Crianças intimadas

No mesmo dia, 30 de abril, a polícia também invadiu o terreno de posse da igreja. Alguns protestantes disseram que o zelador foi tão agredido que quebrou seu braço, como uma radiografia confirmou. A razão que a polícia deu foi que o Ministério da Justiça do Karakalpaquistão insistia que a igreja desse sua propriedade ao estado. Isso acontece apesar do fato de que, sob a lei religiosa uzbeque, a disposição de uma propriedade de uma associação religiosa banida é deixada aos cuidados de seus membros, não do Estado.

Nesse meio tempo, o gabinete do promotor intimou muitas das crianças presentes na festa. Eles as intimidaram, ameaçaram e pressionaram a assinar declarações de que elas não participariam mais de cultos ou reuniões cristãos e de que estava renunciando ali à sua fé cristã. Seus pais também foram chamados e pressionados a escrever declarações de que não "atrairiam seus filhos ao cristianismo". Os funcionários do gabinete os avisaram de que se não obedecessem, eles seriam privados de seus direitos de pais.

A igreja Emanuel - a última igreja protestante legal no Karakalpaquistão - foi fechada por ordem do Ministério da Justiça em maio de 2005. A razão dada foi que os membros da igreja estavam pregando na região e ensinando religião nos jardins-de-infância.

Nurula Jamolov, líder de Assuntos Religiosos, defende a eliminação da igreja. "A igreja Emanuel foi fechada com base na lei porque seus membros estavam engajados em fazer proselitismo", ele disse à agência de notícias Forum 18. Ele também falou que não sabia dos problemas enfrentados pelos protestantes na Páscoa. "Eles não pediram a nossa ajuda, então não sei nada sobre esses incidentes".

Perseguição contínua

Entretanto, o advogado da igreja, Iskander Najafov, afirma que a igreja foi fechada apenas porque as autoridades não querem que o cristianismo se espalhe na região. "Os membros da igreja ensinam as doutrinas religiosas básicas aos seus próprios filhos, como têm direito de fazer. Não há prova real de atividade missionária por parte dos membros da igreja. Os cristãos simplesmente visitam uns aos outros".

A perseguição dos protestantes continua em todo o país.

O governo também aumentou o valor das multas por atividades religiosas não-registradas. Antes elas eram de 5 a 10 salários mínimos. O novo valor é de 50 a 100 salários mínimos. Atividade religiosa não-registrada é ilegal no Uzbequistão, o que vai contra os padrões internacionais de direitos humanos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE