Pastor é vítima de violência em Madhya Pradesh

| 22/06/2006 - 00:00


Mais um pastor foi vítima de violência em Madhya Pradesh e surgiram mais detalhes envolvendo a morte do pastor Prem Kumar.

De acordo com o pastor Paul Ciniraj, do Ministério Voz de Salém, em Kerala, um dos pastores dessa missão, David Raj, estava realizando um culto no domingo, 18 de junho, em que sete pessoas se reuniam em uma favela, atrás da estação de trem em Bhilai, por volta das 10h30.

Paul afirma que, de repente, cerca de 15 membros do grupo extremista hindu Bajrangdal chegaram e agrediram algumas pessoas, especialmente o pastor David Raj, e danificaram as instalações da igreja, quebrando a porta e as janelas. Eles também colocaram pneus em volta do pescoço dos cristãos, deram-lhes bandeiras alaranjadas e fizeram com que eles desfilassem nas redondezas.

Paul relata ainda que eles ameaçaram duas mulheres e pediram a elas que dessem falsas declarações de conversão forçada. Eles registraram uma queixa contra o pastor David Raj e o entregaram à custódia da polícia. Mais tarde, alguns oficiais foram à casa do pastor, por volta da meia-noite, e prenderam sua mulher também.

Detalhes do assassinato

Enquanto isso, surgiram mais detalhes sobre o assassinato do pastor Prem Kumar, com base em relatórios da polícia.

Aparentemente, o pastor Prem Kumar saiu de casa e se dirigiu, como sempre fazia, para o culto na igreja local em Kotagiri, em 8 de junho.

Logo depois que ele saiu, uma pessoa não identificada, que se vestia bem, chegou e perguntou a Sulochana, a esposa do pastor e se aquela era a casa de Prem Kumar. O homem disse que tinha vindo de Nizamabad a fim de levar o pastor para realizar um culto na região. Sulochana informou ao estranho que o marido tinha acabado de sair Então, o desconhecido pegou o telefone celular de Prem Kumar e foi embora.

O relatório registra que, por volta de 15 horas, o pastor ligou para seu filho Sunil dizendo que estava acompanhando um homem de patinete para realizar um culto em Rampur Thanda, Kotagiri Mandal.

Por volta das 21 horas, Prem Kumar ligou para seu filho dizendo que estava em um ponto de ônibus em Bhodan, acompanhado de quatro pessoas desconhecidas, e que iria realizar outro culto. Ele disse ao filho que estava amedrontado por estar com os quatro e pediu que Sunil ligasse para ele a cada meia hora. Ele disse ao filho que chegaria a Kotagiri em meia hora. 

Quando Sunil tentou ligar para Prem um pouco depois, não conseguiu completar a ligação, pois o celular estava fora de serviço. Ele ligou várias vezes, até descobrir que o celular estava desligado. Isso trouxe pânico e medo à família do pastor.

O relatório policial diz que os filhos do pastor Prem, Sunil e Sudhir, ligaram para amigos em Kotagiri para descobrir se seu pai tinha sido visto por lá. Como não conseguiram uma resposta positiva, eles foram para Kotagiri.

Depois de procurar por muito tempo naquela noite, eles acabaram e começaram as buscas novamente nas primeiras horas da manhã seguinte, perguntando a todo mundo sobre o paradeiro de seu pai.

Uma pessoa disse que tinha visto um corpo e um patinete em uma área aberta nas proximidades. Eles correram para o local e encontraram primeiro os óculos, depois um par de chinelos e mais adiante o patinete e uma Bíblia. Chocados, eles descobriram o corpo do pai em uma poça de sangue, estrangulado e com o crânio esmagado. Eles levaram o corpo e o funeral aconteceu naquela mesma noite.

Suspeitos desaparecidos

O pastor Prem era muito ligado ao neto John Abishek, que faz aniversário em 10 de junho, o dia seguinte ao funeral. O pastor estava ansioso para comemorar essa data.

De acordo com as últimas informações, as quatro pessoas que mataram o pastor Prem Kumar foram para um hotel em Rampur depois do incidente. O dono do hotel reparou as manchas de sangue neles e imediatamente fechou o estabelecimento suspeitando que havia algo errado.

A polícia está procurando as quatro pessoas e o dono do hotel que estão desaparecidos. Sabe-se ainda que a nora do pastor converteu-se ao cristianismo, mas pertence a uma família de fundamentalistas hindus.

Foi relatado que um proprietário de terras e os aldeãos estavam muito irritados porque a nora estava compartilhando sua fé em Jesus com membros de sua família e atraindo não apenas sua atenção, mas de outros, juntamente com seu sogro para a fé cristã.

Essa aparentemente é uma das razões pelas quais o pastor Prem Kumar foi morto. Suspeita-se que dois dos principais proprietários de terras da região, que são donos de 40 hectares, estão por trás do assassinato.

Paul Ciniraj disse que os líderes de sua missão visitaram a família enlutada, compartilhando sua própria tristeza e orando com eles e por eles.

"Eles precisam das nossas orações, do nosso consolo e afeto", disse Paul.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE