Freiras são demitidas de leprosário em Gujarat

| 19/07/2006 - 00:00


A Sociedade Evangélica da Índia (EFI, em inglês), condenou a decisão do governo do Estado de Gujarat, que rompeu o contrato com cinco freiras católicas pertencentes às Missionárias Salesianas de Maria Imaculada. Tal demissão aconteceu apesar do fiel serviço prestado pelas freiras aos pacientes do hospital municipal para leprosos por mais de 57 anos. Elas foram demitidas sob a acusação de que elas estariam pregando o cristianismo aos pacientes.

De acordo com a EFI, em vez de reconhecer o serviço incansável das freiras, o governo de Gujarat fez da "pregação do cristianismo" e da  "conversão" desculpas para demitir as freiras.

Muitos pacientes com lepra, como Babban Sitapur, também estão protestando contra essa decisão. Eles prometeram seguir as freiras aonde quer que elas forem. "Ela são tudo para nós", disse Babban Sitapur. "Nem mesmo  nossos familiares cuidam assim de nós."

Outro paciente, Chinga Powar, acrescentou que, no hospital de Maharashtrian, os médicos nem "chegavam perto de nós". Ele ainda conta: "As enfermeiras nos davam os comprimidos dentro de um saco plástico amarrado a uma vara. Os banheiros nunca estavam limpos, pois os leprosos os usavam. Éramos tratados pior que animais".

Quando Chinga soube do hospital de Ahmedabad e das freiras, ele deixou o hospital de Maharashtrian: escondeu suas feridas usando um véu e viajou para Ahmedabad na traseira de um ônibus.

De acordo com as últimas notícias, Chinga também ajudou dois outros pacientes de Maharashtrian a irem para Ahmedabad. "(No começo) eu não conhecia o local, mas sabia que era dirigido por freiras cristãs. Isso me inspirou o suficiente para vir para cá", disse Powar.

O reverendo Richard Howell, secretário geral da EFI diz que é claro que as conversões são usadas meramente como um "truque" para realizar o objetivo do governo de Gujarat que é , segundo ele "impedir o serviço comunitário cristão nos espaços públicos". Ele ainda diz: "É profundamente lamentável que o governo de Gujarat, em vez de reconhecer o incansável serviço das freiras, tenha usado os mecanismos do governo para destruir e interromper seu trabalho, com total indiferença aos pacientes do hospital".

A EFI convocou a comunidade cristã indiana a orar pelos cristãos perseguidos em Gurajat.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE