Família cristã é morta por extremistas hindus

| 31/08/2006 - 00:00


Mais de 10 dalits, incluindo seis membros de uma família cristã, foram mortos, depois que militantes hindus os atacaram, em mais um episódio de violência contra os cristãos da Índia, disseram ativistas de direitos humanos.

O Conselho Global dos Cristãos da Índia (GCIC, sigla em inglês), o maior grupo de advocacia indiano, contou ao BosNewsLife que há indícios de que "seis pessoas de uma família cristã dalit" foram assinadas na noite de 28 de agosto, às margens de um rio, nas proximidades da vila Shivbigha, localizada no distrito de Palamau, no Estado de Jharkand.

Foi dito que o militante Lalan Paswan, de uma vila vizinha, "e outros cúmplices atacaram a casa de Ram Dinesh e capturaram todos os sete membros da família, incluindo quatro crianças".

O GICC, que tem contatos próximos aos cristãos na região, disse que militantes acusaram a família de "praticar vodu" e arrastaram os membros "para a margem do rio Sone", onde estes desapareceram.

Massacre e linchamento

O superintendente da polícia de Palamau, Udayen Kumar Singh, disse que a busca pelos corpos estava em andamento. "Embora nenhum corpo tenha sido encontrado, as abundantes manchas de sangue em seis diferentes locais da margem do rio leva à conclusão de que os criminosos devem ter matado essas pessoas e atirado seus corpos no rio", teria dito o superintendente.

O possível sobrevivente, Ram Dinesh, está "em tratamento" em um hospital estadual, disse o GCIC. Nomes e maiores detalhes sobre as vítimas não foram relatados. O massacre da família aconteceu pouco tempo depois que cinco outros dalits foram "linchados e morreram" no Estado de Haryana por remover o couro de uma vaca, animal sagrado para os hindus.

"A polícia e as autoridades locais apenas observavam, enquanto os extremistas massacravam e queimavam as vítimas. Eles foram linchados por tirar o couro de uma vaca", afirmou o presidente do GICC, Sajan George.

Ele enfatizou que sua organização "expressa seu choque e aflição com o brutal assassinato dos cinco dalits de Haryana e os seis dalits de Jharkhand" e exige a intervenção do presidente da Índia

"Esse é um dos atos mais desumanos já executados pelos assassinos em nome da religião. Deploramos tais atos, que tornam miserável a vida de pessoas pobres e inocentes, levando os membros que ganham o sustento diário da família".

Igrejas e grupos de direitos humanos ligam os ataques à crescente insatisfação dos grupos hindus com a difusão do cristianismo entre os dalits, a mais baixa casta do hinduísmo, freqüentemente descrita pelos militantes como "intocáveis".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE