Cristãos étnicos enfrentam perseguição em Mianmar

| 13/10/2006 - 00:00


Lah Yui Say, de 21 anos, nasceu em Mianmar.  "Tornei-me cristã quando era jovem", contou ela à Liberdade Cristã Internacional.

"Soldados birmaneses vieram ao nosso vilarejo e queimaram nossas casas", disse Lah Yui Say.
Em 2002, a jovem cristã da etnia karen, juntamente com suas quatro irmãs, irmão e pais fugiram do país para um campo de refugiados na Tailândia. 

"Meus pais estavam preocupados pois havia o risco de que minhas irmãs e eu fôssemos estupradas pelos soldados.  Meus pais ouviram que estaríamos mais seguros e teríamos oportunidades no campo de refugiados, por isso viemos para este lugar", disse Lah Yui.

Com encorajamento de seu pai, no ano seguinte, Lah Yui matriculou-se em um seminário bíblico para refugiados karen e karenni patrocinado pela CFI, próximo da fronteira de Mianmar, na Tailândia.  Hoje ela está formada, mas a cerimônia foi muito triste.

"Em maio último, meu pai e dois amigos estavam vindo do campo de refugiados para me visitar aqui no seminário bíblico. No caminho, eles fizeram um atalho através de Mianmar, mas meu pai foi capturado pelos soldados birmaneses; os amigos dele fugiram", disse Lah Yui.

"Eles capturaram meu pai e o torturaram. Os soldados cortaram o corpo dele em partes. Eles colocaram sua cabeça, pernas e braços em postes cercados por minas, de modo que ninguém conseguia chegar perto do corpo.  Não sabemos por que eles fizeram isso. Meu pai era um homem bom; ele não era um soldado, ele foi um cristão", lamenta a jovem Lah Yui Say.  "Quando meu pai saiu do campo, ele somente queria visitar sua filha. Ele gostaria de ter estado aqui hoje".

Lah Yui Say disse: "Depois da morte de meu pai, retornei para ficar com minha mãe por um mês, mas ela decidiu que eu deveria retornar para o seminário bíblico".

"Os professores aqui no seminário bíblico me falaram tanto sobre Jesus e a Bíblia", contou Lah Yui  à CFI.  "Eu queria vir para cá. Meus pais queriam que eu viesse. Agora quero trabalhar para o Senhor em tempo integral. Quero retornar para o campo e servir como assistente na minha igreja. Como refugiados não temos um país. Ficamos aqui como refugiados".
           
Um seminário bíblico da CFI, em Mae Hong Song, Tailândia, serve como um farol de esperança e está treinando futuros líderes para os povos karenni e karen perseguidos de Mianmar.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE