Policial muçulmano processa Scotland Yard após ser afastado

| 07/11/2006 - 00:00


Um policial britânico muçulmano que integrava o serviço de proteção de autoridades, incluindo o primeiro-ministro Tony Blair, entrou com um processo contra a Scotland Yard depois de ter sido afastado sob o argumento de que representa um risco para a segurança, informa hoje o jornal The Independent.

Amjad Farooq, de 39 anos, que tem cinco filhos e é membro do Grupo de Proteção Diplomática SOB16, foi despedido porque dois de seus filhos freqüentam uma mesquita associada a um clérigo islamita que mantém relações com um grupo suspeito de atividades terroristas, afirma o jornal britânico.

O policial foi informado que sua presença poderia incomodar os serviços secretos dos Estados Unidos que trabalhavam com essa unidade destinada à proteção de autoridades e diplomatas.

Uma porta-voz da Scotland Yard confirmou que o policial apresentou um requerimento judicial contra a corporação, acusada de discriminação por raça e fé religiosa.

Leia mais no UOL.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE