Mais um sacerdote é vítima de seqüestro no Iraque

O sacerdote católico caldeu iraquiano Nawzat Hanna foi seqüestrado, no dia 19, em Bagdá, denuncia hoje a agência de notícias Asianews.

A agência do Pontifício Instituto para as Missões afirmou que os seqüestradores já entraram em contato com o Patriarcado caldeu iraquiano, mas, por enquanto, não há mais notícias.

O sacerdote, que é pároco da igreja de Mar Pithion, no bairro de Baladiyat, foi seqüestrado quando saía do quarto de um doente por um grupo de pessoas que estavam esperando por ele, confirmou à agência o bispo caldeu em Bagdá, Shlemon Warduni.

O bispo disse que está convencido de que os seqüestradores vão pedir um resgate, mas afirmou que, entre os fiéis católicos de Bagdá, está sendo divulgada a idéia de que se trata de uma resposta às fortes denúncias sobre a perseguição de cristãos realizadas a partir do Patriarcado.

Em novembro, seqüestraram o pároco católico caldeu da igreja de São Elias em Bagdá, Doglas Yousef al-Bazy, que foi libertado nove dias depois.

Em janeiro de 2005, o arcebispo de rito sírio católico Basile Georges Casmoussa foi retido durante um dia, na localidade iraquiana de Mossul.