Serviço de Inteligência constata perseguição a 200 milhões de cristãos

| 06/06/2007 - 00:00


Um relatório inédito do Serviço de Inteligência Britânico, o MI6, revela pela primeira vez que cerca de 200 milhões de cristãos em 60 países enfrentam uma perseguição orquestrada, em grande parte, pela rede terrorista Al-Qaeda.

O alerta foi enviado para líderes de igrejas em todo o mundo, assim como para o papa Bento XVI. Esta é a primeira vez que um serviço de inteligência compartilha algum tipo de informação com organizações religiosas. Fizemos isso porque acreditamos que a situação é extremamente séria, disse uma fonte do MI6.

No texto, há detalhes coletados por agentes secretos do MI6 em diversos países.

A Coréia do Norte é identificada como o país mais opressor aos cristãos. Mais de 50 mil cristãos estão presos em campos de trabalhos forçados por se recusarem a aceitar os pontos de vista extremos do ditador Kim Jong-il, de acordo com o MI6.

Os agentes estimam que cerca de 40 mil cristãos estejam presos na China apenas por causa do seu credo religioso. A análise do serviço de inteligência britânico calcula ainda que existam cerca de 70 milhões de cristãos ativos na República Popular da China, vivendo em um clima de tensão e medo por causa da sua fé.

Muitos tentam escapar por um caminho que parece um êxodo Bíblico, afirma o comunicado.

Leia detalhes do relatório, em inglês


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco