Cristãos indianos comemoram libertação de missionário

Líderes evangélicos de Hyderabad, na Índia, estão agradecendo ao Senhor pela libertação de um missionário da Faculdade Bíblica GFA. Ele havia sido preso por passar um filme sobre a vida de Jesus. Apesar das acusações sem consistência, a polícia determinou um pagamento de fiança no valor de US$ 24.81 (R$ 49,00) para que ele fosse solto.

A prisão do pastor aconteceu depois que ele e outras cinco missionárias cristãs passaram o dia todo compartilhando o Evangelho de Cristo, distribuindo livros e visitando casas em uma vila na região central de Andhra Pradesh.

No final do dia, os missionários ficaram surpresos quando cerca de 1000 pessoas se reuniram para assistir a um filme sobre a vida de Jesus. Eles não esperavam mais de 200 pessoas.

Durante a exibição, policiais cercaram a área, mas disseram tratar-se de uma ação de rotina. No entanto, alguns homens fardados começaram a confrontar as missionárias cristãs.

Depois registraram uma queixa contra o pastor por tentativa de conversão forçada, confiscaram o telefone celular de um dos membros da equipe e o prenderam.

“Os policiais ordenaram que todas as coisas que estavam em nosso veículo, como equipamento para a transmissão do filme e livros fossem apreendidos e permanecessem na vila”, disse um dos membros da equipe à ANS.

Felizmente as missionárias rapidamente guardaram todos os equipamentos e se abrigaram em uma igreja próxima, nas redondezas.

Assim que o líder da vila soube da prisão do pastor, ele pediu para que a polícia o libertasse.

Líderes da GFA pedem para que os cristãos louvem a Deus pela libertação dele e continuem orando por esse ministério, uma vez que a carência das pessoas por Jesus é grande e a sede de ouvir a Palavra também.