Decisão judicial na Paraíba sugere intolerância religiosa

| 12/07/2007 - 00:00


Segundo informações publicadas no site Brasilwiki, um outdoor com o título "Homossexualismo" e uma referência ao texto do Livro de Gênesis – “e fez Deus homem e mulher e viu que era bom” –, assinado pela Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC), foi retirado, por ordem judicial, na cidade de Campina Grande, na Paraíba.

No último dia 21 de junho a juíza Maria Emília de Oliveira, da 1ª Vara Cível de Campina Grande, atendendo à solicitação da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids, proibiu os cartazes, mandou retirar esses dizeres do site da organização evangélica e proibiu um ato público por ela patrocinado.

“Estamos vendo o início de um novo ciclo de perseguição religiosa. Não podemos trair a memória e o sangue derramado pelos mártires da Igreja através dos séculos, e o Senhor não nos deu um espírito de covardia”, disse Dom Robinson Cavalcanti, da diocese da Comunhão Anglicana do Recife.

Para a juíza que solicitou a retirada dos cartazes, a campanha incita o preconceito social. Caso os cartazes não fossem retirados, a VINACC deveria pagar multa diária de R$ 500,00. Além disso, ela proibiu que fosse realizado um protesto em Campina Grande.

A manifestação de pensamento e o direito de reunião para fins pacíficos são garantias constitucionais, antes mesmo da lei contra a homofobia, que está em discussão no Senado Federal.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE