Decisão judicial na Paraíba sugere intolerância religiosa

| 12/07/2007 - 00:00


Segundo informações publicadas no site Brasilwiki, um outdoor com o título "Homossexualismo" e uma referência ao texto do Livro de Gênesis – “e fez Deus homem e mulher e viu que era bom” –, assinado pela Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC), foi retirado, por ordem judicial, na cidade de Campina Grande, na Paraíba.

No último dia 21 de junho a juíza Maria Emília de Oliveira, da 1ª Vara Cível de Campina Grande, atendendo à solicitação da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids, proibiu os cartazes, mandou retirar esses dizeres do site da organização evangélica e proibiu um ato público por ela patrocinado.

“Estamos vendo o início de um novo ciclo de perseguição religiosa. Não podemos trair a memória e o sangue derramado pelos mártires da Igreja através dos séculos, e o Senhor não nos deu um espírito de covardia”, disse Dom Robinson Cavalcanti, da diocese da Comunhão Anglicana do Recife.

Para a juíza que solicitou a retirada dos cartazes, a campanha incita o preconceito social. Caso os cartazes não fossem retirados, a VINACC deveria pagar multa diária de R$ 500,00. Além disso, ela proibiu que fosse realizado um protesto em Campina Grande.

A manifestação de pensamento e o direito de reunião para fins pacíficos são garantias constitucionais, antes mesmo da lei contra a homofobia, que está em discussão no Senado Federal.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco