Turistas são proibidos de entrar no país com Bíblias

| 14/08/2007 - 00:00


Cristãos que viajam para a Arábia Saudita deveriam ser aconselhados a deixarem suas Bíblias em casa, de acordo com um artigo publicado no "Jerusalem Post". Segundo o texto, apesar das iniciativas para estimular o turismo estrangeiro, o governo árabe saudita continua impedindo que judeus e cristãos entrem no país com objetos como Bíblias, crucifixos e estrelas de David, sob o risco de confisco.

"Vários artigos não são permitidos devido a questões religiosas e regulamentos locais", declarou a empresa aérea nacional do país, Arabian Lines, confirmando a denúncia do jornal.

O website da companhia, depois de informar que narcóticos, armas de fogo e pornografia têm a entrada proibida no país, afirma:

"Também são proibidos artigos que pertencem a religiões diferente do islã. Estes podem incluir Bíblias, crucifixos, estátuas, esculturas, artigos com símbolos religiosos como a estrela de David e outros."

Contatado pelo "Jerusalem Post", um empregado da Arabian Airlines de Nova Iorque, que se identificou apenas como Gladys, confirmou que esta regra está em vigor.

"Sim, senhor", ela disse, "isso é o que nós ouvimos, que é um problema trazer estas coisas para a Arábia Saudita, você não pode não trazê-las."

Proibição

Uma funcionária do Consulado da Arábia Saudita em Nova Iorque, que se recusou a dar seu nome, disse que se qualquer um levar uma Bíblia ao país, se estiver usando um crucifixo ou uma estrela de David ao redor o pescoço enfrentaria dificuldades com as autoridades.

"Não é permitido trazer esse tipo de material", disse a funcionária. "Se você levar, eles os tomarão de você", advertiu. "Se for realmente algo importante para você, então você pode tentar para ver o que acontece, mas eu não recomendo."

"Todo país tem suas regras sobre o que pode ou não pode entrar", justificou a funcionária do consulado.

Durante o verão, o governo saudita anunciou várias medidas para aumentar o turismo, como a emissão de vistos para estrangeiros por operadoras de viagem e vistos mais longos, com o objetivo de alcançar 1.5 milhão de visitantes por ano até 2020.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE