Novos ataques contra cristãos deixam quase 100 feridos

A intranqüilidade voltou à comunidade cristã. Desta vez os ataques ocorreram no distrito de Durg, que fica no Estado de Chhattisgarh. Há quase 100 cristãos feridos, de acordo com informações divulgadas no sábado.

Os problemas começaram na quarta-feira, dia 16 de janeiro, quando nacionalistas hindus atacaram cristãos em Durg, alegando que eles realizavam "conversões forçadas", segundo a polícia.

Mais de 80 pessoas ficaram feridas no ataque que aconteceu durante uma grande reunião cristã, de acordo com fontes de igreja.

“A agressão aconteceu em Bhotli, na área de Gurur, distrito de Durg, onde um cristão independente e trabalhador local, Mohan Khujjur Thomas, organizou uma reunião de oração”, contou o reverendo Arpan Tarun, da Associação de Pastores de Chhattisgarh.

“Os agressores, que eram do grupo extremista Dharam Sena (Exército para Religião), entraram em quatro caminhões, bateram nos cristãos e nos outros que compareceram à reunião de cura e ainda destruíram a estrutura provisória", contou Arpan ao Compass.
Ele disse que entre os feridos está o organizador, Mohan Thomas, que foi severamente espancado. Nenhum deles, entretanto, foi hospitalizado. Os agressores também queimaram  o carro dele.

O inspetor de polícia de Gurur disse que apenas um dos agressores foi identificado e preso.

Os hindus formam mais que 80% da população de 1 bilhão pessoas na Índia e os cristãos representam apenas 2,4% da população.

Arpan contou que havia cerca de 60 homens gritando palavras de ordem contra os cristãos. Eles também destruíram cadeiras e objetos.

Acampamento missionário

No dia seguinte, quinta-feira, 17 de janeiro, mais um ataque: desta vez contra um acampamento de saúde cristão mantido por missionários no distrito de Dhamtari. Pelo menos12 cristãos foram feridos.

Acredita-se que ativistas da organização hindu Dharamsena e Rashtriya Swayamsevak Sangh, tenham sido os autores deste ataque. Cerca de 500 pessoas se reuniam em um culto de adoração. Os agressores também queimaram veículos, danificaram equipamentos e bateram nos participantes.

Violência em Orissa

Os ataques deram seqüência à violência contra os cristãos no Estado de Orissa, no qual morreram pelo menos nove pessoas desde o Natal (leia mais).

A décima vítima de Orissa morreu no sábado. “Kajuru Digal, de 60 anos, perdeu a casa na aldeia Barkhama, ele havia desenvolvido algumas doenças sérias, aparentemente por causa de condições anti-higiênicas no acampamento onde estão abrigados os refugiados, a maioria cristãos”, disse Sajan George, presidente do Conselho Global dos Cristãos da Índia (GCIC, sigla em inglês).

Estes são os piores ataques desde a independência da Índia há 60 anos.  Ore por esses irmãos para que permaneçam firmes e vejam milagres do Senhor no meio de tantas dificuldades e aflições. Aproveite para louvar a Deus pela liberdade de culto existente no Brasil.