Libertado pastor canadense detido por dois meses

| 30/01/2008 - 00:00


O pastor e missionário protestante Je Yell Kim foi libertado na Coréia do Norte após a intervenção do embaixador canadense na Coréia do Sul, Ted Lipman. Segundo a agência de notícias "Yonhap", ele ficou detido durante dois meses por ter tentado estabelecer um templo religioso.

O pastor Je Yell Kim, que tem dupla nacionalidade ( é canadense e norte-coreano), foi preso em novembro. A família dele estava orando para que as negociações diplomáticas tivessem êxito ( leia mais).

Kim, que em 1997 participou da criação de clínicas médicas na Coréia do Norte, tinha tentado construir um templo protestante no país comunista. A agência cita que Kim também teria criticado o regime de Pyongyang.

O embaixador canadense em Seul visitou recentemente Pyongyang para conseguir a libertação de Kim, que aparentemente já viajou para a capital sul-coreana.

Na Coréia do Norte só se idolatra o presidente norte-coreano, Kim Jong-il, líder do regime comunista. Os opositores ao regime afirmam que há uma perseguição da atividade religiosa independente.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE