Dia Internacional da Mulher, para lembrar e refletir

| 08/03/2008 - 00:00


O Dia Internacional da Mulher foi comemorado em todo mundo neste sábado com apelos em favor da igualdade, em resposta à discriminação e violência que ainda existem em muitos países.

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Louise Arbour, deu o tom da comemoração ao lamentar a vigência de leis discriminatórias contra as mulheres nos códigos penais ou civis de muitos países.

"À medida que se aproxima o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos (adotada em dezembro de 1948), é vergonhoso que muitas mulheres não possam desfrutar de seus direitos fundamentais", declarou Louise Arbour.

A ONU, que afirma que o desenvolvimento acontece de mãos dadas com a liberação feminina, incentivou o mundo a investir no futuro das mulheres por ocasião dos festejos do Dia Internacional da Mulher.

O secretário-geral Ban Ki-moon denunciou, em uma mensagem por ocasião da comemoração da data, que existe uma brecha entre o discurso dos Estados membros da ONU e a realidade do que fazem em termos de promoção da igualdade de sexos.

"Um dos sinais mais reveladores da falta de vontade política é que os orçamentos são insuficientes", afirmou Ban.

Situação da mulher no Brasil

No Brasil, a cada 15 segundos uma mulher é espancada e em mais de 50% dos casos o agressor é o marido ou companheiro.

As mulheres com carteira assinada ganham em média 28,4% a menos que os homens.

Na questão de renda, cerca de 31% das famílias chefiadas por mulheres viviam, em 2006, com rendimento mensal de até meio salário mínimo per capita. Nas famílias que têm o homem como pessoa de referência, 26,8% viviam com o mesmo rendimento em todo o país.

A data

Muitos ideais das mulheres de hoje guardam semelhanças com os de operárias de uma fábrica de tecidos de Nova York, que há exatos 151 anos entraram em greve para reivindicar a redução da carga horária diária de trabalho, a equiparação de salários com os homens e um tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

O dia era 8 de março de 1857. As operárias teriam sido trancadas na fábrica e morrido queimadas, após um incêndio. O Dia Internacional da Mulher foi, então, instituído para homenageá-las.

"Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher, pois todos são um em Cristo Jesus”
Gálatas 3.28


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE