Irmão Bobur Aslamov, que estava desaparecido, é solto pela polícia

| 17/04/2008 - 00:00


O governo do Uzbequistão soltou o cristão Bobur Aslamov, que estava desaparecido desde uma incursão policial a uma reunião religiosa em Samarkand (leia mais).

Todas as acusações criminais contra ele foram retiradas. Restaram apenas questões administrativas, como a falta de autorização para promover cultos religiosos, o que poderá lhe render 15 dias de detenção e uma pequena multa.

Membros da igreja contaram que durante a invasão foram confiscados livros cristãos e um laptop. Ainda não se sabe se os bens da igreja serão devolvidos.

Todos os cristãos detidos com ele foram soltos no dia seguinte, segundo informações do Barnabas Fund, ministério que auxilia cristãos em países islâmicos. Só restava ele e nem a família tinha informações sobre o seu paradeiro.

Leis restritas

As leis no Uzbequistão impedem qualquer atividade religiosa que não esteja devidamente registrada. Muitos evangélicos, em especial os batistas, têm sido perseguidos pela polícia e por agentes da ex-república soviética.

Como há poucas igrejas registradas, muitos cristãos têm de se reunir em casa e em segredo, sob a constante ameaça de prisão por atividade religiosa ilegal. As batidas policiais são comuns e, com freqüência, levam à prisão, ao espancamento e até mesmo à tortura de cristãos, bem como à destruição da literatura cristã e de outros materiais cristãos que possuam.

Agradeça ao Senhor pela libertação deste irmão e continue orando para que a perseguição aos cristãos acabe no Uzbequistão.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE