Construídas as primeiras igrejas cristãs do Catar

Construído em um terreno doado pelo Emir Amir Hamad Bin Al Thani, a Igreja da Epifania será a partir de agora a casa que abrigará os cristãos protestantes do Catar. Os cristãos formam aproximadamente 10% dos 800 mil residentes no Catar - quase todos são trabalhadores estrangeiros das Filipinas e Índia.

No dia 15 de março mais de 15 mil pessoas assistiram à primeira celebração em massa da Igreja Católica do Catar, num local recém-inaugurado. 

Os dois novos edifícios são as primeiras igrejas cristãs construídas no emirado com este propósito na era moderna, apesar de a adoração cristã pública já existir no Golfo Persa por quase 80 anos.

Passo importante

“A permissão para a construção de igrejas cristãs no Catar é um passo muito significante e um muito encorajador", disse o ministro das Relações Exteriores, Kim Howells.

Segundo ele, esse é um sinal de que o "Catar está abrindo suas portas para todo o mundo".

“É uma decisão muito corajosa por parte das autoridades e nós estamos muito contentes com isso", disse o ministro Howells em uma entrevista coletiva dada no dia 29 de março enquanto visitava o emirado.

A Igreja da Epifania foi projetada como um "complexo de salas em que os adoradores podem cultuar simultaneamente sem atrapalhar uns aos outros", explicou o Cônego Schwartz.

“O trabalho do edifício foi dividido em três fases, com o primeiro jogo a ser completado antes do verão do ano que vem”, ele disse. Primeiro serão construídos dois espaços de adoração que podem acomodar até 250 pessoas, salas de aula, espaço de escritório e um apartamento. Quando estiver completo, o complexo terá instalações para permitir a realização de nove cultos separados ao mesmo tempo.

Na semana passada o Vaticano entregou uma nota diplomática ao emir, agradecendo-lhe o apoio e o trabalho para aumentar o diálogo do mundo muçulmano com os cristãos.