País sofre com instabilidade política e precisa de orações

O povo do Zimbábue está sofrendo com a escassez crônica de carne, leite, pão e outros alimentos básicos. O país depende das importações e de ajudas de governos estrangeiros e agências humanitárias para alimentar as pessoas. A taxa inflacionária é altíssima e as pessoas estão enfrentando a fome.

Organizações de ajuda humanitária culpam o regime de Robert Mugabe ( que venceu as eleições presidenciais sob forte suspeita de fraude) de usar comida como arma de barganha junto ao povo e anunciam que ele estaria impedindo ONGs internacionais de enviarem ajuda.

Muitos governos e ONGs estão prontos para ajudar os zimbabuenses. Também há ONGs cristãs preparadas para ajudar.

"A situação no Zimbábue pode mudar, mas Robert Mugabe está bloqueando a entrada de ajuda no país", explicou Jeffrey Gage, pastor de uma igreja independente de Johannesburg que possui um ministério fortemente ligado ao Zimbábue.

Como na maioria das situações de conflito, a Igreja do Zimbábue não está excluída de tantas dificuldades.

A violência afeta os não-partidários da União Nacional Africana do Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF, partido de Mugabe), assim como muçulmanos, pagãos e cristãos.

A situação da Igreja

Outras igrejas pelo mundo também são afetadas por crises políticas e estamos convencidos de que a visão da Portas Abertas de socorrer os perseguidos por causa da fé cristã limita nosso envolvimento nessas situações.

Embora as circunstâncias no Zimbábue sejam de preocupação, nós precisamos também entender que a nossa visão deve orientar o nosso envolvimento no país.

Desde então não houve nenhuma prova de perseguição por causa de convicção cristã em qualquer nível, por isso nós não podemos contribuir nesse momento com qualquer coisa além das nossas orações e possivelmente a preparação de seminários como o Permanecendo Firme Através da Tempestade (PFAT).

Embora a Igreja no Zimbábue esteja experimentando sofrimento de forma geral nesse período de instabilidade política, eles não estão sozinhos. Como declaramos acima, há muitas organizações prontas e capazes a ajudar.

A Portas Abertas está monitorando a situação de perto, e se ficar evidente que há pessoas sofrendo por causa da sua fé cristã, nós nos envolveremos com base na nossa visão.

Pedidos de Oração:

- Ore para que a Igreja do Zimbábue seja uma luz resplandecente ao seu redor. Que os membros do Corpo de Cristo sejam sagazes como serpentes e humildes como pombas nesse momento!

- Por favor interceda pela unidade dentro do Corpo de Cristo.

- Relatos sobre o Zimbábue dão conta de que a Igreja está crescendo apesar das circunstâncias. Peça sabedoria para os líderes da igreja nos momentos em que eles buscam novos discípulos.

- Por favor ore para que o Senhor traga paz e estabilidade ao Zimbábue. Ore para que toda e qualquer iniciativa de corrupção, mortes e imposição de força sobre o povo não prospere. E para que Robert Mugabe abra as portas do país à entrada de ajuda humanitária.