Pastor Hamid Shabanov está sob prisão domiciliar

| 10/11/2008 - 00:00


Após 20 semanas preso, o pastor batista Hamid Shabanov foi finalmente julgado em 5 de novembro. Mas a grande notícia é que, embora preso, Hamid ficará sob prisão domiciliar até a data da próxima audiência, 17 de novembro.

Os membros de sua congregação receberam a notícia com alegria. Eles estiveram presentes à audiência do dia 5 e comentaram: “A polícia e o promotor não conseguiram provar a culpabilidade de Hamid”, e acrescentaram: “Como ele está na prisão já faz cinco meses, queremos que ele seja libertado até da prisão domiciliar”.

Hamid foi acusado de porte legal de arma. Ele e a família alegam que a polícia plantou o revólver que ela “supostamente” teria encontrado na casa do pastor, em uma busca feita em 20 de junho (saiba mais).

Hamid insiste em que essa acusação foi forjada. "A polícia veio à minha casa em junho e colocou a arma lá. A primeira vez que vi o revólver foi quando disseram que era meu."

Segundo o pastor, a arma tem mais de cem anos. "Eles não têm prova alguma de que alguém já havia visto a arma ou que a haviam vendido para mim. Ela não era minha.”

As condições na prisão, durante as 20 semanas que ficou preso, não eram “tão ruins”, disse Hamid. Ele afirma que não foi agredido enquanto estava sob a custódia da polícia. Ele recebeu a comida que sua família lhe mandava, mas não pode se encontrar com sua esposa e demais familiares.

O pastor informou que a polícia prometeu devolver os livros cristãos que confiscaram dele quando foi preso. No entanto, isso ainda não foi feito.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE