Freiras seqüestradas na Somália

Duas freiras italianas, seqüestradas na semana passada por somalis armados na fronteira entre a Somália e o Quênia, continuam na Somália. Mas, segundo informou a agência de notícias Reuters, no sábado, elas estão seguras. De acordo com a matéria, autoridades tanto do Quênia como da Somália estão negociando sua libertação.

"Autoridades do nosso país e da Somália conseguiram identificar o local onde as freiras estão sendo mantidas”, informou Josephat Maingi, comissário da província Nordeste do Quênia. “Elas estão seguras e estamos tomando todas as providências para assegurar sua libertação.”

Maingi claramente informou que nenhuma demanda de resgate foi feita e que as freiras estão sendo mantidas a mais de 100 km de distancia da fronteira da Somália. Ele não entrou em detalhes, mas negou que o Quênia tinha planejado uma operação militar para resgatar as duas mulheres.

“É verdade que nós organizamos as tropas de segurança ao longo da fronteira, mas isso é uma medida de segurança regular”, informou Maingi.

Bandidos somalianos seqüestraram as freiras Maria Teresa Olivero, 50, e Caterina Giraudo, 67, em uma emboscada na pequena cidade de El Wak na região nordeste da fronteira com o Quênia, no início da manhã da segunda-feira da semana passada.

Ainda não se sabe quem os bandidos representam. O rapto aconteceu dias após o término da operação de confisco de armas ilegais realizado pelo Exército queniano na região.

Pedidos de oração:

1. Agradeça ao Senhor por sua proteção concedida às freiras. Ore para que Ele continue cuidando delas e para que elas sejam libertadas.

2. Ore para que o Senhor as sustente, independentemente de como as circunstâncias possam estar agora, e que Ele utilize isso para sua glória.

3. Peça por sabedoria às autoridades envolvidas nas negociações para libertar as freiras.