Enquanto busca justiça, família Ortiz é exemplo de graça e perdão

| 21/11/2008 - 00:00


Já faz quase oito meses desde que Ami Ortiz, 15, foi quase morto por uma explosão ao abrir inocentemente uma cesta, em 20 de março. Entretanto, ninguém foi preso apesar do fato de a polícia de Ariel ter fitas de segurança e um montante considerável de provas.
Saiba mais.

A família Ortiz continua buscando justiça devido ao sofrimento que enfrentaram, mas também, nas esperança de prevenir tragédias como essa no futuro.

Buscando todas as alternativas, a família, juntamente com cristãos de todo o mundo, tem escrito várias cartas e contatado algumas das mais altas autoridades do governo israelense, buscando ajuda. Embora a família saiba que as cartas foram entregues, nenhuma atitude foi tomada.

O advogado da família Ortiz, Yossi Graiver, disse que ainda não aconteceu nada. Ao ser questionado sobre a estratégia legal para o caso, ele disse: “Vamos continuar cooperando com a polícia e com os diferentes ministérios envolvidos, tentando criar mais pressão”, para assim, verem um avanço no caso.

Em junho, a história da família foi noticiada no Canal 1 de Israel, no horário nobre, em um programa chamado Yoman Shishi. O Canal 1 teve de enfrentar dois mandados de segurança nos tribunais israelenses. Os mandados tinham o objetivo de impedir que o programa fosse ao ar. Além disso, outro programa de TV chamado Uvda (fato, em hebraico), está se preparando para exibir um episódio cobrindo o caso, dentro de alguns meses.

Enquanto os investigadores continuam coletando provas, está claro para os envolvidos que aquela não era uma bomba comum, mas algo criado por um especialista em explosivos. O pacote, cuidadosamente criado, foi desenhado como uma bomba resistente – ou seja, tinha de ser detonado de um modo preciso. Sua construção foi feita com componentes que não são vendidos no mercado aberto.

Existem provas que podem conectar o caso de Ortiz com o caso do professor ativista Ze"ev Sternhell, que aconteceu em outubro. Em ambos os atos de terrorismo, nenhuma prisão foi feita, e muitas pessoas estão se perguntando o motivo, especialmente por causa da habilidade israelense em descobrir grupos terroristas muçulmanos.

Sem ressentimentos

Enquanto isso, Ami está se recuperando. Worthy News, que revisou as fotos e as provas físicas da destruição, concluiu que sua recuperação não é apenas incrível, mas indiscutivelmente miraculosa!  Logo após a explosão, Ami descreveu seu nível de dor entre 8 e 9 (em uma escala de 1 a 10). Porém, após várias operações, ele considera seu estado entre 3 e 4.

Ami continua lutando, a cada dia, como comenta sua mãe, Leah: “Tudo para ele é um desafio: tomar banho, sair, passar pomadas nas cicatrizes. Até se vestir é doloroso para ele. Muitas vezes, ele mesmo brinca sobre todos esses desafios, mas, às vezes, fica triste, o que é compreensível”.

Recentemente, Ami voltou a jogar basquete. Ele já até jogou algumas partidas. Ainda existe um longo caminho à frente, incluindo várias cirurgias e enxerto de pele, porém, cada dia, aqueles que estão próximos de Ami percebem o progresso que ele tem feito.

Como se pode imaginar, para um garoto novo que teve a vida radicalmente transformada pelas circunstâncias, Ami tem se esforçado. Ao ser questionado pelo Worthy News se ele tinha ou não ressentimento ou raiva daqueles que tentaram matá-lo, ele não demonstra nenhum tipo de amargura ou raiva, o que é um grande testemunho de fé e graça desse jovem cristão.

Seu pai, David, disse que a resposta de Ami sobre o perdão àqueles que o machucaram de maneira tão drástica tem sido um testemunho para as equipes de televisão e programas que estão noticiando seu caso.

Desde essa tragédia, a família Ortiz tem recebido milhares de cartas de encorajamento de pessoas de todo o mundo, enquanto continuam com seu trabalho na cidade de Ariel. Enquanto muitos esperavam que a família abandonasse a cidade, ela não somente ficou como continuou seu trabalho, apesar das dificuldades e dos muitos obstáculos que os cercam. A fé e perseverança dessa família tem sido um poderoso exemplo para o Corpo de Cristo.

Algumas semanas após o atentado que feriu Ami, o autor de bestseller Joel Rosenberg realizou sua conferência Epicentro 08 em Jerusalém, e convidou David Ortiz para compartilhar sobre o que sua família estava passando. Desde aquele dia, o vídeo de David tem sido o mais acessado no website do Epicentro 08.

Uma benção que claramente resultou dessa tragédia é como o Corpo de Cristo se uniu, ajudando a Ami e toda a família Ortiz. Muitos cristãos disseram que esse acidente cooperou para a união dos cristãos em Israel como nenhum outro. Novamente, a fé inabalável e o comprometimento da família Ortiz estão reluzindo como um exemplo de como todos devemos enfrentar a perseguição quando ela chegar.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE