Contato da Portas Abertas é atingido pela violência em Jos

A casa de Isaque*, um representante da Portas Abertas (PA), foi saqueada e incendiada no dia 28 de novembro, durante a crise que apavorou a capital de Estado de Plateau, Jos.

Fontes confiáveis informaram que a violência foi perpetrada por muçulmanos descontentes com o resultado da eleição para governador (leia mais).

No dia do ataque, um muçulmano se aproximou da esposa de Isaque e fez perguntas pessoais sobre ele. Ela não respondeu, mas se admirou de todas aquelas perguntas feitas.

Um jovem muçulmano que protegeu a família de Isaque durante um tempo, com segundas intenções, visitou a esposa de Isaque. Ele pediu para que ela e os filhos ficassem em casa, para segurança deles. O jovem até prometeu protegê-los na ausência de Isaque, se necessário.

Bem naquela hora, Isaque chegou em casa com notícias sobre a confusão no centro da cidade. Ele foi buscar seu carro, que estava na igreja, para levar a família a um lugar seguro.

Assim que saiu, muçulmanos foram atrás de sua família, que correu e, milagrosamente, escapou ilesa.

Logo depois, os revoltosos invadiram a casa de Isaque e saquearam-na. Derramaram gasolina no que restou e incendiaram a casa. Ela foi totalmente consumida pelas chamas.

A PA louva a Deus por proteger Isaque e sua família durante esse ataque violento. No momento, eles estão refugiados em uma área mais segura. A PA está cuidando da família e ajudando a Isaque a encontrar uma nova casa.

Ataque planejado

Duas semanas antes do conflito, Isaque notou uma movimentação de pessoas excepcional em sua vizinhança. Ele suspeitou do grande número de estrangeiros que passavam por lá.

Na noite do dia 27 de novembro, Isaque voltou de uma visita que fizera a outro Estado e achou a atmosfera em seu bairro inquietante. Alguns vizinhos pareciam mais ocupados que o habitual.

Naquela tarde, Isaque ouviu dizer que sua casa era um alvo de muçulmanos. Segundo o informante, muçulmanos suspeitavam que a casa era um esconderijo de ex-muçulmanos.

Na verdade, uma parte de propriedade era um abrigo para convertidos, mas depois foi convertida em uma pousada para pessoas que iam à cidade participar d e treinamentos da PA.

Pedidos de oração:

*O nome verdadeiro foi alterado por motivos de segurança.