Igreja em Guangzhou é invadida por 50 oficiais do governo

Na manhã de 14 de dezembro (horário de Pequim), a igreja Liangren, na cidade de Guangzhou, foi invadida por mais de 50 pessoas da Administração de Assuntos Religiosos do Estado e pelo Comitê de Segurança Pública.

Durante a invasão, a igreja estava reunida em culto.

Os funcionários do governo emitiram uma “Nota de Penalidade Administrativa”, acusando os cristãos de realizarem uma reunião ilegal.

Foi exigido que as reuniões realizadas em casas não acontecessem mais. Detalhes do incidente estão sendo coletados e, em breve, a agência China Aid prometeu mais informações.