Autoridades destroem prédio de igreja

Em 17 de dezembro, oficiais do governo da província de Dak Lak cumpriram sua ameaça de destruir o novo templo construído por cristãos hmongs na vila de Cu Hat.

Às 7 da manhã, na comunidade Cu Dram, distrito de Krong Bong, um enorme contingente de funcionários do governo, policiais e trabalhadores de construção civil chegou ao local onde o templo da Missão e Igreja Boas Novas do Vietnã foi construído.

Uma hora e meia depois, o local foi demolido. A polícia, armada de picanas elétricas (instrumento utilizado para guiar gado), espancava as centenas de cristãos que correram para proteger o local.

Cinco pessoas feridas foram levadas por uma ambulância trazida pelas autoridades ao local.

Entre os feridos havia uma criança, que teve um braço quebrado, e uma mulher grávida que desmaiou depois de ter sido atingida na barriga pela picana elétrica. Os aldeões temem que ela venha a sofrer um aborto em decorrência da violência.

Até o final do dia, uma mulher gravemente ferida ainda não havia voltado para a aldeia e as autoridades não falaram onde ela estava.

Um dos líderes da igreja vietnamita, desolado com o acontecido, disse que a demolição da igreja pouco antes do Natal mostra como o governo não se importa com os cristãos.

“O governo acha que ninguém vai notar ou fazer nada em uma área remota como essa”, ele continua.

Há quase oito anos, uma congregação de mais de 500 cristãos da etnia hmong se uniu a outros milhares que fugiam da perseguição nas províncias da região noroeste do Vietnã e migraram para o planalto central. Eles esperavam construir um templo para adorarem a Deus, protegidos do sol e da chuva.

Finalmente, em setembro, eles conseguiram adquirir material de construção e erguer um edifício de 12x20 metros quadrados; espaço suficiente para se reunirem. Depois de muito esforço, colocaram o telhado e, com muita alegria, começaram a se reunir em um só lugar.

Apesar de praticamente todos os prédios nessa área do país serem construídos sem autorização, as autoridades do local acusaram os cristãos de construírem ilegalmente e ordenaram que a congregação o derrubasse “voluntariamente”.

No dia 2 de dezembro, o distrito de Krong Bong decidiu demolir a igreja dentro de duas semanas, se os cristãos não o fizessem antes.

A Missão e Igreja Boas Novas do Vietnã é uma organização que, por mais de um ano, tem tentado registrar mais de cem de suas congregações sem nenhum sucesso.

Contrariando a nova legislação do país relativa à religião, os pedidos de registro têm sido negados ou ignorados.