Polícia liberta garota cristã de escravidão

| 07/01/2009 - 00:00


Os cristãos paquistaneses ganharam uma rara vitória judicial ao ser ordenada a libertação de uma adolescente cristã que havia sido raptada por sua ex-patroa.

A polícia executou a ordem do tribunal no dia 13 de dezembro, levando a jovem Nousheen Bibi aos seus pais, após três meses de seqüestro por sua ex-patroa, uma muçulmana da cidade de Parque Shahzad, em Sargodha.

A mãe de Nousheen, Asmat Bibi, abrira um processo no tribunal contra a muçulmana, Mehnaz Begum, por manter Nousheen como criada por dois meses a mais do que o tratado.

Asmat e Mehnaz haviam combinado que Nousheen trabalharia durante um mês como criada na casa de Mehnaz.

Contudo, no término do mês, Mehnaz recusou-se a pagar pelos serviços de Nousheen ou a permitir que ela voltasse para casa.

A cristã Asmat não encontrou nenhum empecilho durante o julgamento. Mehnaz achou que não seria condenada por escravizar a menina cristã devido à marginalização da comunidade cristã do país.

O juiz que presidiu o caso ordenou que a polícia fosse à casa de Mehnaz para libertar Nousheen a pedido da mãe.

Nousheen está em boas condições de saúde a despeito do estresse psicológico ao qual foi submetida. Não há provas de que ela tenha sofrido abuso físico.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE