Duas igrejas são atacadas na véspera do Ano Novo

Fundamentalistas islâmicos da cidade de Karachi, Província de Sindh, atacaram duas igrejas na véspera do Ano Novo.

Militantes não-identificados arrombaram a Igreja Cristo Awami, localizada na colônia Xá Rasool, na noite de Ano Novo. Eles ordenaram que as pessoas reunidas interrompessem seus cultos na igreja.

Quando encontraram resistência, os militantes profanaram Bíblias, uma cruz e hinários, além de quebrar janelas e uma porta do templo.

Radicais também atacaram uma igreja protestante na colônia Zia, em Karachi. Quebraram a porta e as janelas da igreja e jogaram lixo dentro do prédio.

Cristãos da localidade informaram a agência de notícias ANS que os policiais da delegacia de Boat Basin ficaram indiferentes ao ataque contra a Igreja Cristo Awami.

Reagindo à apatia da polícia, os cristãos protestaram na estrada Clifton e dispersaram-se pacificamente depois que altos oficiais da polícia asseguraram-nos de que tomariam ações severas contra os culpados.

A polícia registrou um boletim de ocorrência no dia 2 de janeiro, um dia depois do acontecido.

Falando com ANS por telefone, Michael Javaid, antigo membro da Assembléia da Província de Sindh, disse que visitara as igrejas atacadas na cidade de Karachi.

Ele disse ser solidário aos pastores das igrejas atingidas.

Questionado sobre o motivo do ataque contra as igrejas, Michael sugeriu que poderia ser uma reação muçulmana ao conflito entre Palestina e Israel.

Ele criticou a polícia por não ter registrado um caso de blasfêmia contra os invasores.