Pastor é solto da prisão em Peshawar

O reverendo Tanzeel Zafar, um jovem pastor da Church of Pakistan (Igreja do Paquistão), que foi seqüestrado por dois homens não-identificados na tarde da última sexta-feira, foi encontrado na noite de domingo vivo, mas gravemente ferido, perto do portão da Saint John’s Cathedral Church em Peshawar.

“Ainda que ele não consiga andar e se mexer corretamente , de acordo com o relatório inicial dos médicos, não há fraturas nos ossos”, diz o bispo local Mano Rumalshah.

Depois de realizados os primeiros socorros, o pastor foi levado para o Mission Hospital de Peshawar, onde recebeu tratamento para seus ferimentos.

Asif Bhatti, um membro cristão da North West Frontier Provincial Assembly disse que tanto a família quanto as autoridades da igreja prestaram queixa em duas delegacias diferentes.

Não está claro o porquê de Zafar ter sido seqüestrado, mas a polícia deverá prender os acusados em pouco tempo.

O bispo Rumalshah disse que não sabia sobre os seqüestradores, mas a polícia tomou o depoimento do pastor Zafar, e está investigando a ocorrência.

“Uma coisa está muito clara. Esse incidente não está baseado em inimizade pessoal. Os seqüestradores sabiam muito bem quem Zafar era e onde ele servia.”

“Estávamos muito preocupados com nosso pastor, pois em alguns casos antigos as pessoas não eram entregues com vida”, disse o bispo.

“Nós recebemos cartas de ameaça”, acrescentou. “Especificamente endereçadas a certos pastores, incluindo Zafar”.

O bispo Rumalshah reiterou sua intenção de não ceder às ameaças, e disse que as atividades da igreja prosseguirão. “A intolerância religiosa está sempre pairando sobre nós”, disse ele. “Temos que enfrentar essa situação e não podemos fugir”.