Violência atrapalha cotidiano da população em Orissa

De acordo com o Global Council of Indian Christians – GCIC (Conselho de cristãos indianos), as crianças em Orissa perderão um ano de aula por causa da violência de fundamentalistas.

O diretor do GCIC, Sajan K. George disse que milhares de crianças perderão um ano de aula após serem forçados a fugir com suas famílias para campos de refugiados, depois que a violência começou.

Apesar de a violência ter diminuído, o ano escolar está quase no fim, e muitas crianças ainda estão em acampamentos longe de suas vilas.

A igreja em Orissa vê a educação como prioridade no desenvolvimento e emancipação da população.

O senhor George afirma: “Muitas vítimas da violência relataram que enquanto eram atacadas, os agressores rasgavam os certificados e diplomas e queimavam os pedaços”.

A situação continua tensa em Kandhamal, e embora os ataques tenham cessado, a chance de novos conflitos permanece a mesma.

“Com as eleições próximas, a situação está piorando. Os cristãos em Kandhamal ainda são discriminados, e podem se tornar cidadãos de segunda classe, pois não tem documentos e não podem votar.”

Ore para que a situação se estabilize e os cidadãos indianos possam reconstruir suas casas, as crianças voltem para a escola e os cristãos recebam seu direito de voto.

Saiba mais sobre a situação dos cristãos em Orissa clicando aqui.