Perseguição no Oriente Médio gera preocupação internacional

O bispo de Chichester, reverendo John Hind, diz que os cristãos no Oriente Médio estão passando por “extrema privação”.

Em um debate sobre perseguição religiosa na House of Lords, Hind afirmou que “Em lugares onde diferentes religiões convivem há séculos, percebemos o atrito com a igreja cristã em seus lugares de origem”.

Ele continua: “No Iraque, os cristãos têm sofrido muito, algumas vezes devido ao ódio absoluto, outras por estarem em fogo cruzado, ou porque, de maneira errada, são vistos como representantes de uma crença ocidental”.

“Então, não podemos renegar nossa responsabilidade e a pressão aos cristãos em algumas partes do mundo.”

O bispo observa que nem todas as formas de perseguição são violentas ou ilegais. “Além da fronteira do Iraque, no sudeste da Turquia, uma parte que eu conheço particularmente bem, os tribunais estão acusando monastérios, que já existem há muito tempo, de roubarem as terras de aldeões locais.”

O bispo Hind também comentou sobre a “perseguição” no Reino Unido. Ele recebeu bem a restituição do cargo de Caroline Petrie, a enfermeira cristã que foi suspeita por oferecer oração a um paciente (Saiba mais).

De acordo com John Hind, um porta-voz do fórum muçulmano descreveu a decisão de suspendê-la como “loucura”.

A cada dia vemos que a perseguição em diversas partes do mundo tem se intensificado. Ore para que Deus governe cada situação de acordo com a vontade dEle, e que nossos irmãos perseguidos encontrem forças e sabedoria para lidar com as adversidades.