Famílias agradecem cartões enviados

| 25/05/2009 - 00:00


Recentemente a família dos cristãos Alimjan Yimit e Osman Imin, presos na China, receberam centenas de cartas, cartões e desenhos vindos do mundo todo.

Alimjan e Osman, ambos da etnia uigur, estão detidos na Província de Xinjiang. Alimjan está preso desde janeiro de 2008, e Osman, desde novembro de 2007.

Gulnur (ou Guli Nuer), esposa de Alimjan não conseguiu conter as lágrimas ao abrir o pesado pacote de cartas.

“Estou tocada com o fato de o mundo não ter se esquecido de nós e nem nos abandonado” ela disse. “Isso é extremamente encorajador. Muito obrigada por todos os cartões, cartas e desenhos.”

Embora Gulnur seja perseverante e confie no Senhor, há uma grande pressão mental causada pela preocupação com seu marido. Alimjan já está preso há um ano e meio.

 Gulnur e seus dois filhos não conseguiram ver Alimjan desde a prisão deste em janeiro de 2008. Ela chegou a viajar até a prisão, uma jornada de um dia, mas não teve permissão para visitar o marido.

Gulnur pede oração. Ela quer que não haja mais incertezas no caso de Alimjan e também deseja visitar o marido.

Já Nurgul, esposa de Osman, tem permissão para visitar o marido. O campo de trabalhos onde ele está detido fica a poucas horas da cidade onde Nurgul e suas filhas moram. Apesar disso, ela demora um dia inteiro para fazer a viagem usando o transporte público.

Em suas visitas, Nurgul pode levar roupas e comida ao marido. No entanto, ela não conseguiu lhe entregar um mp3 com uma versão da Bíblia em áudio.

A libertação de Osman está marcada para novembro deste ano; a família está bastante ansiosa.

A campanha de encorajamento para a família desses dois cristãos presos ainda está em curso. Clique aqui e participe.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE