Igreja é banida e líderes são interrogados

| 31/07/2009 - 00:00


As autoridades baniram a Igreja Cristã de Huaguan, e prenderam três membros. Desde então, a congregação tem enfrentado perseguição severa e pedem que os cristãos em todo o mundo orem por eles.

A igreja foi aberta em 2002 na casa de um membro, e tem se reunido no templo construído com a ajuda da província de Zhejiang desde agosto de 2006. No dia 23 de março de 2009, a igreja foi invadida por oficiais do governo e do Escritório de Segurança Pública (PSB em inglês), que confiscaram a propriedade e o valor das contribuições dos fieis.

Os oficiais cobriram o letreiro que dizia “Deus ama o mundo” com placas de ferro. As autoridades acusaram os cristãos de ser uma seita mística e uma organização reacionária.

Três dos líderes da igreja, Chai Yongwen, Yang Huimin e Ma Deyan, foram levados para interrogatório. Depois, o senhor Chai Yongwen recebeu uma sentença de 15 dias de detenção administrativa, e Yang Huimin, de cinco dias.

A Igreja Cristã de Huaguan enviou uma declaração para a comunidade internacional, na qual pediam oração: “Nós pedimos que nossos irmãos e irmãs orem pela expansão do evangelho nas áreas devastadas de Sichuan, e clamem para que Deus nos dê sabedoria e força para lidarmos com as situações”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE