Mesmo após tragédia, igreja continua a se reunir

| 07/10/2009 - 00:00


Foram retomados em Dharan os trabalhos do encontro anual da Igreja Protestante do Nepal, interrompidos no dia 30 de setembro pelo desabamento da Zion Prayer House, que causou a morte de 25 pessoas e ferimentos em outras 100. Enquanto a polícia continua a investigar sobre as causas do incidente, os lideres protestantes admitem as suas responsabilidades no desastre. Por sua vez as autoridades anunciam pleno apoio às vítimas. Nestes dias o ministro do Interior Bhin Rawal, visitou os feridos que se encontram no Hospital de Dharan.

No dia 28 de setembro mais de dois mil protestantes, indianos e nepaleses reuniram-se na igreja de Zion para participar de um encontro anual. Durante a noite de 29 de setembro, o edifício, construído com varas de bambu, desabou por causa do peso das mais de 200 pessoas que dormiam em cima do telhado no momento do desabamento. Dentro da igreja encontravam-se cerca de 800 pessoas, entre elas muitas mulheres e crianças.

No dia 1º de outubro milhares de pessoas participaram dos funerais das vítimas celebrados, com rito cristão, no cemitério da comunidade protestante local. Após o incidente, pelo menos 40% dos participantes no encontro deixaram o local retornando às suas casas.

Com informações da AsiaNews


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE