Grupo armado explode igreja e convento

| 26/11/2009 - 00:00


Explosivos foram detonados hoje em dois locais cristãos em Mosul: a igreja de Santo Efraim e a Casa das irmãs dominicanas de Santa Catarina. No momento, não há relatos de vítimas fatais, mas a igreja ficou totalmente destruída. O convento também foi danificado, mas não se sabe o quanto. Fontes cristãs em Mosul disseram que “o ataque foi um aviso da máfia”, uma mensagem para que os cristãos “saiam da cidade”.

Por volta das 10h, um grupo de dez homens armados invadiram a igreja de Saint Ephrem, na vizinhança de al-Jadida, em uma nova região da cidade. Os invasores ordenaram que todos saíssem da igreja e depois colocaram explosivos ao redor do prédio. Quando eles foram detonados, toda a estrutura foi derrubada. 

Segundo informações, nenhum dos fieis ficou ferido na explosão.

Depois do primeiro ataque, o grupo foi até o convento, onde aconteceu a segunda explosão, por volta das 10h30min. Até agora, não há detalhes sobre os danos causados no prédio ou sobre possíveis vítimas fatais entre as freiras.

Fontes em Mosul afirmam que os ataques foram causados “por um grupo de 10 pessoas que agiram tranquilamente”.

A região é controlada pelos árabes sunitas e não sofria um atentado como este há muito tempo.

“Recebemos ameaças e intimidações, mas nada além disso”, relata um cristão.

O ataque desta manhã lembrou “a série de ataques aos cristãos de Mosul ocorrida no passado”.

“As pessoas estão com muito medo, porque os responsáveis pelos crimes agiram sem nenhuma oposição.”

Na verdade, é muito mais do que medo. Um sentimento de “raiva e desapontamento contra o governo está crescendo. É mais um acontecimento para os cristãos que se sentem abandonados”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE