Cristãs idosas eritreias foram libertas

A organização International Christian Concern (ICC) informou que nesta terça-feira, 15 de dezembro, por volta das 15h30, hora local, os oficiais da Eritreia libertaram todas as cristãs eritreias que estavam presas desde 5 de dezembro.

As senhoras foram presas por orar juntas em uma casa em Asmara, capital da Eritreia. As forças de segurança do país invadiram a reunião de oração e levaram as mulheres para uma delegacia de polícia.

As mulheres faziam parte, em sua maioria, da Igreja Faith Mission, uma igreja evangélica com fundamentos metodistas. A congregação tem realizado atividades evangelísticas e de desenvolvimento no país há mais de 50 anos, e foi forçada a se tornar “não oficial” depois que os oficiais da Eritreia exigiram que todos os grupos religiosos fossem registrados.

Desde 2002, o governo da Eritreia tem reprimido até mesmo as igrejas registradas. Mais de 3.000 cristãos foram presos e têm sido mantidos em calabouços subterrâneos, containeres de metal e quartéis militares. Muitos morreram na prisão por causa da tortura e falta de cuidados médicos.

Uma das cristãs que foram soltas disse para o ICC: “Ficamos muito alegres por todas as pessoas que oraram por nós. Agradeçam a Deus por nossa libertação.”