Coptas holandeses protestam em favor de seus irmãos no Egito

Na Holanda, 300 coptas da organização Copts Abroad protestaram em frente ao parlamento holandês e ao Tribunal Internacional de Justiça em Hague. Baha’a Ramzy, presidente da Associação copta holandesa confirmou, em uma declaração para Al Youm Al Saba’a, que mais de 300 pessoas compareceram ao protesto, apesar do tempo frio, e que os manifestantes carregavam placas escritas em árabe e holandês, protestando contra o que ele chamou de “perseguição dos coptas no Egito”.

Ele afirmou que a delegação copta holandesa apresentou um memorando ao parlamento, explicando todas as violações e incidentes que os coptas no Egito têm sido submetidos, do massacre de Kosheh até os acontecimentos de Farshoot, em Assyiut.

Sameh Soryal, um integrante da associação, revelou que o Ministro das relações exteriores enviou Cyril Sameh para pedir informações para o governo egípcio sobre os acontecimentos recentes contra os coptas.

Ele também afirmou que a associação copta está trabalhando em um arquivo que registra todos os eventos e ataques que aconteceram em um CD e um caderno, que serão enviados para todas as organizações de Direitos Humanos nos idiomas próprios de cada país.