Cristãos estão presos até que renunciem sua fé

Portas Abertas • 12 fev 2010


O grupo International Christian Concern (ICC) foi informado de que 48 cristãos laosianos estão presos até que renunciem sua fé.

No dia 9 de fevereiro, o líder do distrito Ta-Oyl visitou o campo onde os cristãos estão sendo forçados a viver. O senhor Khamnun ordenou que eles parassem de construir abrigos temporários e dormissem no chão. Até agora, eles se recusaram a cumprir as ordens.

No dia 10 de janeiro, por volta das 10h, um grupo de 100 oficiais invadiu um culto de domingo no vilarejo de Katin, distrito de Ta-Oyl, Saravan, Laos. Com armas em punho, os oficiais conduziram os 48 cristãos a um campo aberto. Então, eles confiscaram os pertences dos cristãos e destruíram seis casas.

Os oficiais ameaçaram os cristãos e disseram que eles não podem retornar ao vilarejo até que assumam que tudo em que acreditam não passa de mentiras. Os oficiais colocaram policiais na entrada do vilarejo para impedir a passagem de cristãos. Sem poder voltar para casa, os 48 cristãos, incluindo mulheres e crianças, têm dormido no chão, pois não receberam abrigo ou alimento.

Logan Maurer, diretor regional do ICC para o sudeste asiático, afirmou: “Esse é um trágico evento que mostra a real natureza do governo do Laos. Recebemos uma lista com os nomes das onze famílias, homens, mulheres e crianças, que estão sendo forçados a desistir de sua fé para poderem voltar para casa. O uso de armas e as ameaças de morte é uma clara violação dos direitos humanos no país”.

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco