Paul Estabrooks fala sobre os conflitos na Nigéria

| 12/03/2010 - 00:00


Relatos afirmam que homens armados assassinaram centenas de pessoas, inclusive um recém-nascido. Os ataques ocorreram em três vilarejos majoritariamente cristãos, e os oficiais contam que os ataques foram em retaliação aos crimes de janeiro.

Paul Estabrooks, da Portas Abertas Internacional, afirma que a área está no centro da Nigéria, onde dúzias de grupos étnicos se misturam em uma região de terras de conflitos, que separam o norte muçulmano do sul predominantemente cristão.

“Muitas vezes, as pessoas que não conhecem a Bíblia, que não conhecem o Senhor em um relacionamento muito pessoal, têm reações muito humanas e naturais. E a resposta deles quando algo assim acontece é dizer: ‘Temos que mostrar para esses caras que o nosso deus é mais forte que o deus deles’. Então, eles se armam e retaliam. E tudo isso provoca um grande ciclo de violência. Nosso líder, Jesus, disse que deveríamos perdoar quando coisas assim acontecessem.”


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE