Amigos confirmam que advogado cristão preso há um ano está vivo

| 30/03/2010 - 00:00


Neste domingo, 28 de março de 2010, o advogado de direitos humanos Gao Zhinsheng falou com sua esposa e seus filhos pela primeira vez em um ano, confirmando que ele ainda está vivo. Falsos rumores de sua morte, tortura e fuga da custódia do governo chinês encobriram a ausência de Gao com muito mistério. As breves conversas por telefone com a mídia ocidental marcam o primeiro contato oficial que o público tem com ele desde seu sequestro em 4 de fevereiro de 2009.

Ao telefone, Gao confirmou à AP e Reuters que ele foi solto da detenção há seis meses, e depois levado para uma casa na montanha Wutai Shan, um local sagrado para os budistas. Ele se recusou a dar detalhes sobre suas condições, dizendo que, legalmente, não poderia dar entrevistas.

Li Heping, amigo e também advogado de direitos humanos, confirmou ter conversado com Gao no domingo. “Com certeza é ele. Eu falei com ele no telefone. Posso afirmar pelo modo de falar que era ele”. Quando Li perguntou se podia visitá-lo, Gao se recusou a dar detalhes sobre seu paradeiro, dizendo que “estava cercado de amigos”, indicando que ele estava sob constante vigilância das autoridades chinesas.

A esposa de Gao, Geng He, e seus dois filhos ficaram muito emocionados e aliviados quando falaram com ele no domingo. As crianças não paravam de chorar. Depois, Geng He fez uma declaração apelando ao governo chinês que permita que Gao seja unido a sua família nos Estados Unidos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2022 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE