Terrorista envolvido no assassinato de três adolescentes é morto

| 13/04/2010 - 00:00


Unidades especiais do esquadrão indonésio anti-terrorismo assassinaram Enal Tao, 38. Também conhecido como Zaenal e Ridwan, ele estava no topo da lista dos criminosos mais procurados do país. Fontes na polícia em Achém disseram que ele era um dos suspeitos responsáveis pela decapitação de três estudantes cristãs no dia 29 de outubro de 2005, em Poso.

No dia 29 de outubro de 2005, Theresia Morangke, Alfita Poliwo e Yami Sambue estavam indo para casa quando foram atacadas nas cercanias de Gebang Rejo, em Poso. As três meninas tiveram suas cabeças cortadas com um facão; duas foram deixadas perto de uma delegacia, e a terceira em frente a uma igreja. Uma quarta jovem, Noviana Malewa, sobreviveu mas teve ferimentos graves em seu rosto.

Na época, as investigações descobriram que extremistas muçulmanos estavam por trás do ataque. Eles foram liderados por Hassanudin (também conhecido como Hasan ou Slamet Raharjo), agora na prisão. Enal Tao era integrante do mesmo grupo que conduziu o ataque. Acredita-se também que ele recrutou extremistas indonésios para um treinamento em Mindanao, no sul das Filipinas.

Para saber mais sobre a história de Theresia, Alfita e Yami, e ouvir o depoimento de Noviana, assista ao filme Uma jornada de perdão, produzido pela Portas Abertas Internacional.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE